As 7 Melhores da Fem #MulheresNegras sobre feminismo e racismo

Diretamente da página da feminista Stephanie Ribeiro vem a série “artistas negras cantando sobre feminismo ou questões raciais, para você que acha que quem faz isso em 2016 está errada ou querendo dinheiro, quando na verdade é quase que tradição”.

1) Whitney Houston sobre relações abusivas.

I’d rather be alone than unhappy | Prefiro ficar sozinha do que infeliz

2) Marlena Shaw, sobre ser mulher negra periférica e mãe.

Eu nasci , cresci em um gueto
Eu nasci e cresci em um gueto
Eu sou uma mulher, do gueto
Você escuta, você me escuta, legislador?
Como você cria seus filhos em um gueto?
Como você cria seus filhos em um gueto?
Você alimentar uma criança e morrer de fome outra?
Você não vai me dizer, legislador?

3) Lauryn Hill sobre suas relações abusivas, são várias e várias, inclusive Beyoncé canta essa música em shows.

And when I try to walk away | E quando eu tento ir embora
You’d hurt yourself to make me stay | Você se machuca para me fazer ficar
This is crazy, this is crazy | Isso é loucura, isso é loucura

4) Ciara denunciando o comportamento machista de homens em relacionamentos, traições, mentiras e ilusões, perguntando “e se fôssemos como eles”?

What if I had a thing on the side | E se eu te traísse?
Made you cry | Fizesse você chorar
Would the rules change up or would they still apply? | As regras iriam mudar ou se manterias as mesmas?
If I, played you like a toy | Se eu, brincasse com você como um brinquedinho
Sometimes I wish I could act like a boy | Às vezes queria poder agir como um garoto.

5) Mary J. Blige sobre o que é ser mulher negra, principalmente esse papel de ser forte e persistente, contudo solitário.

You know I’ve been holding on | Você sabe que eu tenho sido persistente
Try to make me weak | Algumas pessoas tentam me deixar fraca
But I still stay strong | Mas eu ainda permaneço forte
Put my life all up in these songs | Coloco minha vida nessas canções
Just so you can feel me | Para que então você possa me sentir

6) Beyoncé fez essa música para Kelly Rowland, que estava numa relação abusiva. O hino da “sororidade”.

Girl, you don’t have to be hiding  | Menina, você não precisa se esconder  
Don’t you be ashamed to say he hurt you  | Não tenha vergonha de dizer que ele te machucou
I’m your girl, you’re my girl, we’re the girls  | Eu sou sua amiga, você é minha amiga, somos amigas

7) Gloria Gaynor e o hino de muitas paradas LGBTs pelo Brasil, que é sobre uma mulher negra em uma relação abusiva.

It took all the strength I had not to fall apart  | Foi preciso toda a força que eu tinha para não cair em pedaços
And trying hard to mend the pieces  of my broken heart  | Continuei tentando duramente remendar os fragmentos
do meu coração partido

And I spent oh so many nights just feeling sorry for myself  | E eu passei muitas noites só sentindo pena de mim mesma
I used to cry, but now I hold my head up high  | Eu costumava chorar, mas agora mantenho minha cabeça erguida

BÔNUS DA #CDMJ, Elza Soares canta sobre a proteção oferecida a mulheres pela Lei Maria da Penha e pela Central de Atendimento à Mulher, o 180. 

Cadê meu celular?
Eu vou ligar prum oito zero
Vou entregar teu nome
E explicar meu endereço
Aqui você não entra mais
Eu digo que não te conheço
E jogo água fervendo
Se você se aventurar

Eu solto o cachorro
E, apontando pra você
Eu grito: péguix guix guix guix
Eu quero ver
Você pular, você correr
Na frente dos vizinhos
Cê vai se arrepender de levantar a mão pra mim

Ouça a lista completa no nosso canal no YouTube!

Comments

Comentários