Beijos de luz. E de biquíni.

Chega o verão e a história se repete.

A busca pelo biquíni modelo M que não existe no G ou GG.

“Tem desse daqui maior?”
“Tem sim, minutinho.”

E chega a moça com um sorriso amarelo mostrando uma calcinha que tapa toda a bunda e uma parte de cima que tapa metade da parte superior do meu corpo.

“Ah, mas é da mesma estampa.” 
“Ah, ok.”

A sunga GG é diferente da sunga M? Queria saber se sei lá, não é feio mostrar as coxas de um homem GG? E não deveria existir uma sunga cós alto? Ninguém se incomoda com isso? Eu também não me incomodo de catar E USAR o menor biquíni possível nas lojas. O que me incomoda é não encontrar.

Até quando? A gente tá ali se empoderando e se achando linda o ano inteiro, preservando a saúde mental e sendo feliz até resolver sair comprar roupa de verão e/ou biquíni. Meu corpo não me incomoda e funciona direitinho pra minha sobrevivência, tirando minhas dores de cabeça que essa sociedade normatizada me proporciona.

É bem legal idolatrar modelos plus size e aplaudir elas usando biquíni na praia como se fosse normal. Mas deixa eu contar: É NORMAL. VOCÊS NÃO PRECISAM APLAUDIR COMO SE NÃO FOSSE.

Todo verão é assim e acredito que seja uma das causas de eu odiar verão. Mas vou usar meu biquíni – nem que eu precise mandar fazer e reconstruir minha auto estima cada vez que chegar em casa depois de uma tentativa de comprar roupas de verão – todo verão.

E mais uma coisinha: amo meu corpo de biquíni ou não. Então façamos um favor a nós mesmos e não apontemos o dedo para os corpos dos outros, ok? Saúde mental é bem importante.

E ainda mais uma coisinha: saúde mental é importante desde que somos crianças. Transtornos alimentares num meio social que espera corpos impossivelmente perfeitos são muito comum e se desenvolvem desde a infância, principalmente com as meninas.

Então, forçar um maiô numa menina que nem passou pela fase principal de desenvolvimento físico não é legal ok? Não criemos nossas meninas achando que elas devem esconder o corpo porque o corpo é feio. A diversidade é linda e cada corpo conta uma história singular.

Beijos de luz e de biquíni.

Por Ana Cláudia Delajustine
Imagem destacada: As gloriosas curvas de Monroe num biquíni amarelinho tão pequenininho

Comments

Comentários