Diva Feminism #Rihanna

A sexta-feira feminista pede – e dá! – @BadGalRiRi pois basta ela existir para que essa diva nos inspire.

 

“Ídala” da geral, Ri Ri fascina o planeta com sua atitude…

…estilo…

…e carisma, que transbordam esteja ela na frente das câmeras…

…ou nos palcos.

Esta mulher, como tantas, já foi vítima de violência de gênero…

(mas sempre deixou bem claro que não queria ser modelo para a vida de ninguém

“Se é que você me entende…”)

…pois cada mulher tem a sua história e a sua força.

Mas Rihanna conhece de perto o machismo e o racismo do mundo que, hoje, reina.

Ela não perde nenhuma chance de subverter o status quo.

“Não estou procurando por um homem. Vamos começar por aí.”

E quando o Instagram censurou a sua conta

(porque ela colocou uma foto dela mesma com seus próprios mamilos aparecendo

“Que diacho foi isso?”)

… você acha que Bad Gal Ri Ri comprou briga com o Instagram?

GURL, NO!

Ela simplesmente chegou no red carpet do evento (do qual saiu com o troféu de Ícone Fashion de 2014) com este look:

“Oi. Só lembrando que tanto os mamilos quanto aquela conta do Instagram são meus. Pela atenção, obrigada.”

E é claro que reinstauraram @badgalriri na sequência.

“Queridinho, não me desafie. Eu sou a Rihanna.”

Bitch better have her money.

Rihanna não só samba, ela rebola na cara da sociedade.

Que vossa aura bad gal e poderosa esteja conosco, ó sacerdotisa inspiradora do #DivaFeminism, neste final de semana, agora e sempre, amém.

 

 

 

 

Comments

Comentários