Facebook, nudez e censura

Há algum tempo as minhas fotos de parto (tanto do nascimento do meu filho quanto de partos que eu ajudo a fazer) vêm sendo denunciadas no Facebook por nudez. Já fiquei bloqueada por 24hr, 72hr, 3 dias… E essa semana eu fiquei bloqueada por 7 dias, mas no segundo dia de bloqueio recebo uma mensagem do Facebook que diz exatamente o seguinte:

“Olá,

Sua conta foi desativada por não seguir os Padrões da Comunidade do Facebook. Não será possível reativá-la. Desativamos contas que solicitam ou apresentam conteúdo sexualmente sugestivo ou que contenha nudez.”

Tentei encaminhar uma contestação mas obtive a mesma resposta.

Perdi TUDO! Perdi todos os textos que escrevia para meu filho desde a gestação. Não guardei ele em outro local pois pensei ‘Ah no Facebook vai ficar guardado para sempre, não vou perder nem correr o risco de sumir do computador’. Estou me sentindo invadida, calada, subjugada, humilhada. Já não é a primeira, e provável que não seja a última, vez que tentar me calar. Mas não vou parar de afirmar:

FOTOS DE PEITO DE FORA PARA SERVIR DE OBJETO SEXUAL É NUDEZ. FOTOS DE PARTO NÃÃÃÃÃO É NUDEZ!

Ontem mesmo denunciei inúmeras fotos de mulher semi-nuas, com lingerie sexy e mesmo totalmente nuas em fotos vulgares e/ou sensuais. Tinha até fotos de menor de idade. Em páginas com mais de 15mil curtidas. Páginas criadas única e exclusivamente para homens darem uma olhadinha básica e se satisfazerem…

13735448_10157156787520068_1833559496_n

13714460_10157156779780068_1226466416_n

E sabem qual foi a responta que o Facebook me deu? Que não viu nada ali de nudez. Gente! O Facebook não viu nudez numa foto de uma mulher totalmente PELADA! Como assim?

Ora ora, onde quero chegar?

Meus mamilos não podem aparecer no Facebook por que é “conteúdo sexualmente sugestivo ou que contenha nudez” e os peitos de fora de uma mulher servindo para objeto sexual para marmanjo não é nudez?

Ué! Tem caroço nesse angu povo! Acordem!

O problema não são os mamilos! O problema é eles estarem expostos e não estarem servindo para ‘alegrar’ a sociedade. O problema é eles estarem sendo mostrados num momento de auge da feminilidade. No momento do parto. Só nós mulheres detemos esse poder!

Meu corpo não foi exposto para servir de um material a ser consumido, meu corpo foi exposto (e com muito orgulho, diga-se de passagem) para mostrar o PARTO! O parto como ele é. Nu e cru. Sem romantização, sem glamorizarão. Parto é peito de fora, é vagina de fora, é barrigão a mostra minha gente! Ou você acha que a mulher dá a luz de roupa? Sem fluidos corporais, sem gritos?

E sabe o que me choca MAIS nisso tudo? A naturalização com que as famílias sentam no sofá na frente da televisão às 21:30hs e todos ali, juntinhos, assistem uma cena de SEXO, com peitões de fora, com gemidos, com suor. E acham isso uma cena romântica, linda…

Ah gente! Para né!

Por fim quero deixar bem claro: A LUTA CONTINUA. E eu vou continuar… com você, sem você… mas sempre POR VOCÊ. Por você mulher, vítima de uma sociedade machista que banalizou o nosso corpo e nossos direitos.

Um grande abraço 🙂
Gabriela Valerim

Comments

Comentários